Ônibus leva educação ambiental até escolas municipais em São Mateus do Sul

Escolas municipais de São Mateus do Sul estão recebendo a visita do ônibus educativo EcoExpresso Sanepar, que traz à cidade o projeto “Do Rio ao Rio”, entre os dias 2 a 5 de abril. Uma ação da Companhia em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. Nesta etapa, serão atendidos 937 alunos nas três escolas em que o projeto está passando, a Pedro Effco, Odemira Cunha e Ezilda Amaral Ferreira.

Com uma equipe especializada, o ônibus levar para as escolas conhecimentos sobre o ciclo da água e o saneamento ambiental, sob o ponto de vista de que o uso racional da água que abastece as residências e a conservação dos recursos hídricos depende das ações de todos. O projeto apresenta os processos executados pela empresa para cuidar da água. Mananciais, captação, tratamento, distribuição, ligações de água e esgoto, tratamento de esgoto e destinação de resíduos urbanos, tudo isso para garantir a qualidade da água dos rios.

De forma lúdica e didática os estudantes têm a oportunidade de visualizar uma maquete no interior do ônibus e interagir com os recursos audiovisuais instalados. O Eco Expresso é um ônibus preparado com maquetes, painéis iluminados e vários recursos para disseminar práticas do cuidado com a água, disseminando práticas de preservação e demonstrando processos do saneamento ambiental. O principal objetivo do projeto, é fazer com que os estudantes entendam cada fase do tratamento e, também, como cada pessoa pode e deve atuar para garantir a sustentabilidade desse ciclo.

“Graças a este projeto, nossos alunos conhecem o caminho que a água percorre até chegar às casas e as etapas de tratamento do esgoto para ser, finalmente, devolvida ao rio. Com a explicação dos processos de disposição e tratamento de resíduos sólidos, fecha-se o ciclo do rio ao rio”, disse o secretário de Educação do município, Jorge Manfroni.

O prefeito Luiz Adyr reforça a importância de os alunos conhecerem o complexo processo de captação, tratamento e distribuição de água, bem como a coleta e tratamento do esgoto, que depois volta para o rio. “A água é um recurso limitado. É necessário conhecer e entender a dificuldade que existe no processo para propagar a preservação, o cuidado, o combate ao desperdício, enfim, as medidas necessárias para que nunca falte esse bem tão precioso nas nossas torneiras”, comentou, elogiando a iniciativa da Sanepar e a parceria com o município, para a educação ambiental.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *